31 de Março: O dia em que Abreu e Lima entrou para a História do Brasil

Por Gamal Brito

 

Reginaldo Silva e Severino Farias, ex-vereadores que participaram do primeiro comício do Brasil, em favor das Diretas Já, realizado em Abreu e Lima. 

Hoje, 31 de março, há exatos 35 anos, o município de Abreu e Lima entrou para história da política brasileira ao promover o primeiro ato público no país, a favor do movimento Diretas Já. O fato idealizado por quatro vereadores da época deixou o município pernambucano, a “gritar” em favor das Eleições Diretas para presidente da República.

Tudo começou no ano de 1983, dois anos antes do fim de um dos maiores regimes ditatorias que já ocorreu em nosso país: o Regime Militar. No então emancipado município de Abreu e Lima, justamente no dia 31 de março, lideranças políticas locais como os ex-vereadores José da Silva Brito, Antonio Amaro Cavalcanti (ambos falecidos), Severino Farias e Reginaldo Silva, realizaram no lugar onde é hoje a praça da Bandeira, localizada no centro da cidade, a 1a manifestação pública em favor das Diretas-Já.

A data que coincidia com a instalação deste regime opressor, foi escolhida propositadamente, como uma forma de protestar contra a ditadura que oprimia e reinava na época. O ex vereador José da Silva Brito, foi um dos principais lideres da manifestação pública. Nesta data, numa praça pública de Abreu e Lima, cidade à 20 km de distancia do Recife, foi ecoado o “grito” pela libertação deste domínio ditatorial. Ele estava lá, junto com alguns integrantes do antigo MDB, lideranças locais que pareciam vislumbrar a força grandiosa a ser contaminada em todo o país depois daquele gesto de não aceitação a tanta humilhação e tortura. O Brasil queria ser liberto.

No ano seguinte, já como primeiro presidente da Câmara de Vereadores do então criado município de Abreu e Lima, José da Silva Brito, lucidamente envia um requerimento á mesa diretora pedindo que fossem enviadas a todas as casas legislativas da RMR, ofícios de apoio a todas as manifestações populares em favor das Diretas-Já e pela realização de eleições diretas para presidente do Brasil.

Dizia o requerimento datado de 02 de fevereiro de 1984:

“Pelas inúmeras manifestações populares em favor das Diretas-Já em todo o Brasil e ainda pelo pronunciamento das principais lideranças políticas e comunitárias, além das pesquisas que se vem desenvolvendo, se constata uma unidade nacional em torno desta tese. É vergonhoso saber, que apenas setores minoritários do Governo Federal do PDS, se contrapõem a vontade do povo e da nação.

Eleições diretas para presidente já em 1985, é um a questão de honra nacional. E tão importante hoje, quanto foi ontem a causa da Independência, da Abolição e da República. Abreu e Lima que está entre os três municípios mais recentes da Região Metropolitana e que tem a honra de ostentar o nome de um herói latino-americano: o general Abreu e Lima, não poderia deixar de se incorporar em mais esta luta cívica, pela democracia e por melhores condições de vida para o nosso povo. Da decisão desta, dê-se conhecimento às Câmaras Municipais da RMR e às prefeituras, bem como aos Diretórios Regionais dos Partidos em Pernambuco”

Scroll to top